O ÚNICO, O SINGULAR.

1Timóteo 2:5 – “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus.”

Vivemos em uma época em que o espírito do Anticristo está reforçando o pluralismo no mundo, com o qual as pessoas podem crer em qualquer coisa; desde que não afirme ser a verdade, cada um pode ter a sua verdade. Em nome da “tolerância” e do “politicamente correto”, nossa cultura pós-moderna acolhe tudo o que é religioso, desde o misticismo oriental até a espiritualidade da Nova Era. O pluralismo afirma que todo “ismo” tem o seu valor e merece o nosso respeito. Isso rejeita a verdade da perfeição e a singularidade e demonstra a tentativa de converter qualquer pessoa ao que julga ser simplesmente “nossa opinião”.

H. G. Wells escreveu: “Cristo é a pessoa mais ímpar da história. Ninguém pode escrever uma história da raça humana, sem dar primeiramente lugar ao paupérrimo mestre de Nazaré.” O Rabbi Stephen Wise disse a respeito de Jesus: “Você descobrirá que Ele é divinamente humano. Não é nenhuma meia alegria para nós da casa de Israel reconhecer, honrar e estimar entre os nossos irmãos, Jesus, o Judeu, que tem influenciado o mundo mais do que qualquer outro homem.”

Esta pessoa chamada Jesus viveu na terra durante somente 33 anos. Ele nunca viajou para mais de 150 quilômetros da Sua casa. No entanto, Charles Lamb estava certo ao dizer: “Se todos os homens ilustres da história se reunissem e Shakespeare entrasse na sua presença, eles levantar-se-iam para o honrar; porém, se Jesus Cristo entrasse, prostrar-se-iam e adorá-Lo-iam.” - Billy Graham

Filipenses 2:9 – “Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai”

A singularidade não foi declarada primeiramente pelos discípulos de Jesus, como nos casos das religiões mundiais, mas pelo próprio Cristo. “...Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6). A declaração é enfática e penetrante, não há acesso a Deus a não ser por Jesus Cristo. Só em Cristo há salvação, só em Cristo há redenção, e só em Cristo há mediação; aliás, qualquer ensino de que possa haver outros mediadores entre Deus e os homens além de Jesus Cristo deve ser refutado com veemência. Apesar da grandeza e da singularidade da vida e do ministério de Maria, somente em Jesus temos acesso a Deus.

JESUS É SENHOR!

Esse título foi o primeiro de todos os credos cristãos. Ele é seguramente um testemunho da encarnação, já que é uma afirmação da identidade do Jesus humano e do Senhor divino (Atos 2.36; Romanos 10.9,13). Os judeus continuam rejeitando Cristo; os muçulmanos dizem que Alá proíbe a si mesmo de gerar um filho; o budismo, não tem deus e nem culto, e a honra divina só foi atribuída a Buda uns 500 anos depois da sua morte. Não há comparação, pois os próprios contemporâneos de Jesus o chamavam de “Senhor”.

JESUS É SALVADOR!

A palavra “salvação” é ampla e abrange a totalidade do propósito redentor de Deus para suas criaturas (Marcos 10.45; as três parábolas de Lucas 15; João 10:14-18). É a libertação da amarga escravidão da vida sem sentido para um novo senso de propósito. É a libertação da escura prisão de nosso próprio egocentrismo para uma nova vida de realização e de glória a Deus. Foi para garantir essas preciosas bênçãos que Cristo veio ao mundo, morreu na cruz e ressuscitou. Ninguém pode ganhar a salvação por si mesmo ou por seguir uma religião, por mais ética e moral que essa seja. Só a pessoa de Cristo tem as qualificações necessárias e suficientes, pois sua oferta de salvação é somente pela graça (Efésios 2.4).

JESUS É SINGULAR EM SUA ENCARNAÇÃO

O único Deus homem.

João 1:14 – E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.”

1 João 1:1-2 – “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da Palavra da vida. A vida se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a vida eterna, que estava com o Pai e nos foi manifestada.”

JESUS É SINGULAR EM SUA EXPIAÇÃO

Somente Ele morreu pelos pecados do mundo.

1 João 2:2 – “Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo.”

1 Pedro 3:18 – “Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito.”

1 Coríntios 15:3 – “Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras.”

JESUS É SINGULAR EM SUA RESSURREIÇÃO

Atos 26:23 – “Que o Cristo haveria de sofrer e, sendo o primeiro a ressuscitar dentre os mortos, proclamaria luz para o seu próprio povo e para os gentios.”

1 Coríntios 15:20 – “Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dentre aqueles que dormiram.”

Somente ele venceu a morte.

Apocalipse 1:18 – “Sou aquele que vive. Estive morto, mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades.”

Em nenhuma outra pessoa, a não ser em Jesus de Nazaré, Deus se tornou humano (em seu nascimento), carregou os nossos pecados (em sua morte) e triunfou sobre a morte (em sua ressurreição). Jesus é singularmente poderoso para salvar os pecadores. Podemos falar sobre Alexandre, o Grande; Gandhi, o Grande; Napoleão, o Grande; mas não Jesus, o Grande. Ele não é o grande – Ele é o único. Não existe nenhum como Jesus. Ele não tem rival nem sucessor.

Como devemos responder ao espírito de pluralismo? Com muita humildade e sem qualquer indício de superioridade pessoal. Porém, devemos continuar afirmando a singularidade e a perfeição de Jesus, pois ELE É O ÚNICO CAMINHO, A ÚNICA VERDADE E A ÚNICA VIDA.

FONTES:

http://abu-goiania.blogspot.com.br/2011/08/o-pluralismo-do-mundo-e-singularidade.html

http://www.luz.eti.br/es_opluralismodoposmodernismo.html

http://www.ubeblogs.com.br/profiles/blogs/a-posmodernidade-e-a

http://eleitosparaeternidade.blogspot.com.br/2014/12/a-singularidade-de-cristo.html

http://pt.slideshare.net/gilbertolace3/billy-graham-mundo-em-chamas


Loading Conversation